• DATA: 04 a 06 de Novembro
  • horário: 13h às 20h
  • + informações (49) 3361-9200
05/10/2020
0 Comentários

Porto de Imbituba alcança novo recorde operacional em setembro

O Porto de Imbituba (SC) manteve a curva de crescimento dos últimos meses e fechou setembro com mais um recorde operacional: 602.737 toneladas movimentadas, que agora se consolida como o melhor resultado mensal de sua história. A marca representa um crescimento de 42,7% em relação a setembro de 2019. O recorde anterior é de junho deste ano, quando foram registradas 602.370 toneladas.
No último mês, houve 26 atracações em Imbituba. Destaque para a soja, o coque não calcinado, o sal, os contêineres e o milho, que obtiveram o maior volume transportado, representando 78% do total. Também foram atendidas operações de celulose, ureia, hulha betuminosa, malte, barrilha, fertilizante e comidas em big bags, além do lançamento ao mar de um catamarã. De janeiro a setembro, o Porto de Imbituba já movimentou mais de 4,3 milhões de toneladas.
Para Luís Antonio Braga Martins, diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, administradora do porto público, “a política de trabalho pautada na cooperação mútua com a comunidade portuária faz com que o porto possa crescer e contribuir no desenvolvimento do Estado de Santa Catarina, em benefício da sociedade”. Até o fim do ano, a expectativa é atingir a marca de 6 milhões de toneladas.
Entre os fatores que contribuem para o desempenho positivo está a capacidade de atender diferentes tipos de carga simultaneamente. “Mesmo em meio à pandemia, o porto conseguiu continuar suas atividades com responsabilidade e mantendo a sinergia com todos os agentes envolvidos na operação, abrindo caminho, inclusive, para a atração de novos negócios”, avalia Fábio Riera, diretor de Infraestrutura e Logística da Autoridade Portuária.

 

Comentar
Covid-19: intenção de consumo das famílias tem maior queda em 10 anos

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), recuou 13,1% na passagem de abril para maio deste ano. Essa foi a queda mais intensa do indicador desde o início da pesquisa, em janeiro de 2010.

+
Confiança da indústria aumenta 3,2 pontos de abril para maio, diz FGV

O Índice de Confiança da Indústria, da Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 3,2 pontos de abril para maio. Com o resultado, o indicador chegou a 61,4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Apesar da alta, o índice está no segundo menor nível da série, acima apenas do resultado de abril (58,2 pontos), e representa uma recuperação de apenas 7,4% da perda de 43,2 pontos observada entre fevereiro e abril desse ano.

+
Prévia da inflação oficial registra queda de preços de 0,59% em maio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, registrou deflação (queda de preços) de 0,59% neste mês de maio. A taxa é menor do que a observada em abril deste ano (-0,01%) e em maio do ano passado (0,35%).

 

+