14/07/2020
0 Comentários

Em videoconferência, ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, destaca as ações nos portos do RS

Na videoconferência promovida pela Brasil Export que aconteceu na última semana, foram apresentados pelo Ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas, os avanços desse 1 ano e meio de governo federal e discutidas as próximas ações da pasta.
 
A Portos RS foi representada pelo Superintendente Fernando Estima, pelo Diretor de Portos Interiores Bruno Almeida representando o Porto de Porto Alegre e o pelo Chefe de Divisão Gilberto Cunha representando o Porto de Pelotas. Também participaram os portos integrantes da Associação Brasileira de Entidades Portuárias e Hidroviárias (ABEPH), e demais associações.
 
Na ocasião o ministro teve a oportunidade de comentar a ótima movimentação da Portos nos primeiros meses do ano de 2020. Falou da importante obra de dragagem no canal de acesso ao Porto do Rio Grande, obra que foi finalizada em março de 2020. Reforçou-se a necessidade de mais investimentos nas hidrovias do RS e na BR do mar - projeto apresentado pelo executivo federal para estimular a navegação de cabotagem no país. Ressaltou as obras que precisam ser feitas no lote 4 da BR 392 e o futuro das obras da BR 116. O Ministro também comentou, que o Governo Federal irá fazer investimentos na hidrovia Uruguai-Brasil, abrindo portas para investimentos nas hidrovias do Mercosul.
 
Segundo o superintendente, a reunião foi de extrema importância e muito produtiva. "Tratamos de muitas pautas necessárias para o desenvolvimento da região sul do estado. O Ministro é um ministro de diálogo e ação", ressalta Estima.
Comentar
Covid-19: intenção de consumo das famílias tem maior queda em 10 anos

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), recuou 13,1% na passagem de abril para maio deste ano. Essa foi a queda mais intensa do indicador desde o início da pesquisa, em janeiro de 2010.

+
Confiança da indústria aumenta 3,2 pontos de abril para maio, diz FGV

O Índice de Confiança da Indústria, da Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 3,2 pontos de abril para maio. Com o resultado, o indicador chegou a 61,4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Apesar da alta, o índice está no segundo menor nível da série, acima apenas do resultado de abril (58,2 pontos), e representa uma recuperação de apenas 7,4% da perda de 43,2 pontos observada entre fevereiro e abril desse ano.

+
Prévia da inflação oficial registra queda de preços de 0,59% em maio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, registrou deflação (queda de preços) de 0,59% neste mês de maio. A taxa é menor do que a observada em abril deste ano (-0,01%) e em maio do ano passado (0,35%).

 

+