• DATA: 04 a 06 de Novembro
  • horário: 13h às 20h
  • + informações (49) 3361-9200
27/05/2020
0 Comentários

Covid-19: intenção de consumo das famílias tem maior queda em 10 anos

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), recuou 13,1% na passagem de abril para maio deste ano. Essa foi a queda mais intensa do indicador desde o início da pesquisa, em janeiro de 2010.

 

De acordo com a CNC, o resultado foi influenciado pelos impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Além disso, o índice caiu para 81,7 pontos e atingiu o menor patamar desde novembro de 2017, permanecendo abaixo do nível de satisfação (100 pontos), onde se encontra desde 2015.

 

Em relação a maio de 2019, a retração foi ainda maior (-13,7%), a queda mais acentuada desde agosto de 2016.

 

Na comparação com abril deste ano, os sete componentes tiveram queda, com destaque para o momento para a compra de bens duráveis (-22,7%). Na comparação com maio de 2019, o componente de acesso ao crédito foi o único entre os subíndices que apresentou variação anual positiva (5,4%). Entre os seis componentes em queda, o maior recuo também foi observado no momento para duráveis (-21,4%). Com informações da Agência Brasil.

Comentar
Confiança da indústria aumenta 3,2 pontos de abril para maio, diz FGV

O Índice de Confiança da Indústria, da Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 3,2 pontos de abril para maio. Com o resultado, o indicador chegou a 61,4 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Apesar da alta, o índice está no segundo menor nível da série, acima apenas do resultado de abril (58,2 pontos), e representa uma recuperação de apenas 7,4% da perda de 43,2 pontos observada entre fevereiro e abril desse ano.

+
Prévia da inflação oficial registra queda de preços de 0,59% em maio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, registrou deflação (queda de preços) de 0,59% neste mês de maio. A taxa é menor do que a observada em abril deste ano (-0,01%) e em maio do ano passado (0,35%).

 

+
Portos gaúchos movimentam mais 4,89% no primeiro quadrimestre

Os portos do Rio Grande do Sul apresentaram crescimento de 4,89% no primeiro quadrimestre do ano, em comparação com o mesmo período de 2019. O mês de abril foi o de melhor desempenho dos último cinco anos.

+